AHSFRA – Hidrovia do São Francisco: Paulo Guedes pede audiência pública para discutir transferência da Administração da Hidrovia instalada em Pirapora

PAULO GUEDES EM DEFESA DA AHSFRA EM PIRAPORA 

A possível transferência da Administração da Hidrovia do São Francisco – AHSFRA, do município de Pirapora/MG para Petrolina/PE, deixou o setor regional da navegação do Norte de Minas preocupado e indignado. Para discutir a medida intransigente do governo Bolsonaro, o deputado federal Paulo Guedes protocolou, nesta semana, pedido de audiência pública na Comissão de Integração Nacional e Desenvolvimento Regional da Câmara dos Deputados. A data da reunião será marcada nos próximos dias.

Segundo Paulo Guedes, a AHSFRA, que desde 2015 passou a ser vinculada ao DNIT, desenvolve importantes ações de infraestrutura aquaviária nas hidrovias do São Francisco. A companhia presta serviços de manutenção e aprimoramento das condições de navegabilidade do Rio São Francisco e de seus afluentes. “Não podemos admitir essa transferência, especialmente nesse momento crítico em que o Rio São Francisco mais precisa de uma atenção especial, na sua preservação e na recuperação de nascentes e do leito do rio. Todo o conjunto de equipamentos de desassoreamento, como balsas e dragas, tem ajudado nessas questões em Minas Gerais”, afirma o parlamentar.

“Ao contrário do que pretende fazer, o governo deveria melhorar a estrutura da AHSFRA na região, possibilitando mais eficiência no trabalho de recuperação do canal de navegação do Rio São Francisco”, disse Paulo Guedes. Ele lembra que a medida também pode comprometer a economia da região, já que os equipamentos que serão transferidos são fundamentais para preparação dos portos e tomada d’água para irrigação dos projetos Pirapora e Jaíba.

Sobre a hidrovia

A hidrovia do São Francisco é a via mais econômica de ligação entre o Centro-Sul e o Nordeste do País. Com 2.354 km de extensão, se estende pelos rios São Francisco, Paracatu, Grande e Corrente. A hidrovia possui quatro trechos característicos: o Alto São Francisco, das cabeceiras até a Serra da Canastra, em Pirapora; o Médio São Francisco, localizado entre Pirapora e Remanso (BA); o Submédio São Francisco que vai até Paulo Afonso (BA); e Baixo São Francisco que se estende até a foz, no Oceano Atlântico.

Leia também: Deputado Paulo Guedes em defesa da Educação

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: