Minha Casa, Minha Vida: famílias de Bonito de Minas, Januária, Pintópolis e Porteirinha serão beneficiadas com a construção das moradias

Finalmente, o sonho da moradia digna acaba de dar mais um passo rumo à concretização para 85 famílias de pequenos agricultores do Norte de Minas.

Paulo Guedes denuncia a demora na liberação dos contratos e o abandono do Programa pelo governo golpista.

O sonho da moradia digna acaba de dar mais um passo rumo à concretização para  85 famílias de pequenos agricultores do Norte de Minas.

Na semana passada, 15 famílias de Porteirinha, 30 famílias de Pintópolis e 40 famílias do distrito de Riacho da Cruz, em Januária, assinaram o contrato do Programa Nacional de Habitação Rural. No próximo dia 22, 85 famílias do município de Bonito de Minas também serão contempladas pelo programa.

As ações serão viabilizadas mediante a parceria entre a Caixa Econômica Federal e os Sindicatos dos Trabalhadores Rurais dos municípios.

O mandato do deputado Paulo Guedes participou na construção dos projetos, juntamente com as associações comunitárias locais.

Minha Casa, Minha Vida: famílias de Porteirinha, Pintópolis e Januária serão beneficiadas com a construção das moradiasMinha Casa, Minha Vida: famílias de Porteirinha, Pintópolis e Januária serão beneficiadas com a construção das moradiasMinha Casa, Minha Vida: famílias de Porteirinha, Pintópolis e Januária serão beneficiadas com a construção das moradias

    Minha Casa, Minha Vida: famílias de Porteirinha, Pintópolis e Januária serão beneficiadas com a construção das moradias Minha Casa, Minha Vida: famílias de Porteirinha, Pintópolis e Januária serão beneficiadas com a construção das moradias Minha Casa, Minha Vida: famílias de Porteirinha, Pintópolis e Januária serão beneficiadas com a construção das moradias Minha Casa, Minha Vida: famílias de Porteirinha, Pintópolis e Januária serão beneficiadas com a construção das moradias Minha Casa, Minha Vida: famílias de Porteirinha, Pintópolis e Januária serão beneficiadas com a construção das moradias  Minha Casa, Minha Vida: famílias de Porteirinha, Pintópolis e Januária serão beneficiadas com a construção das moradiasMinha Casa, Minha Vida: famílias de Porteirinha, Pintópolis e Januária serão beneficiadas com a construção das moradias

 

Descaso com o programa

As propostas foram protocoladas na Caixa Econômica Federal desde janeiro de 2014, mas só agora foram selecionadas pelo Ministério das Cidades. A demora na execução é resultado do corte de recursos e do abandono do programa pelo governo ilegítimo de Michel Temer. A assinatura dos contratos, em Januária, no último sábado, foi organizado por lideranças do município com o apoio do vereador Agmar e pela presidente da Associação Quilombola de Palmeirinha, Jirlene, de Pedras de Maria Da Cruz.

Lançado no governo Lula, o Programa Minha Casa, Minha Vida entregou 1,7 milhões de moradias entre 2009 e 2014, dando um lar digno a 6,8 milhões de brasileiros. Considerado pela ONU como exemplo para o mundo, o programa hoje sofre com a negligência do ilegítimo governo de Michel Temer.

Paulo Guedes, que é  presidente da Comissão de Assuntos Municipais da ALMG já denunciou a paralisação de obras. Em abril, esteve em Ituiutaba, juntamente do deputado Elismar Prado, onde 800 famílias beneficiárias do programa esperam há dois anos pela conclusão das obras.

“O Brasil inteiro esperava que esse programa continuasse a todo vapor. Estamos tendo um retrocesso muito grande” Em entrevista à TV Assembleia, o deputado ressaltou o anseio da população pela continuidade do programa, cuja paralisação é um retrocesso ao país. “Vamos tomar as providências em audiência pública e finalizar esse processo, entregando as moradias às pessoas que estão cadastradas e não aceitam essa situação” completa o parlamentar.

 

Leia também:   Paulo Guedes denuncia abandono das obras do programa Minha Casa, Minha Vida

 

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: